Otimização da operação

Desenhamos, com o cliente, os processos críticos para a materialização da estratégia e a construção de diferenciais competitivos.

Avaliamos a eficácia dos processos e a alavancagem de TI em relação aos objetivos e resultados esperados. Os resultados são traduzidos em métricas objetivas, tais como: eficácia de custos, segurança dos processos, nível de serviço para clientes externos e internos, precisão de informações de gestão, entre outros.

Diagnosticamos se os agentes estão executando os processos da melhor forma possível, e se as interfaces com outras áreas ou segmentos estão sendo realizadas adequadamente, sem perda de informações, replicação ou desperdícios de esforços da organização.

Pessoas conversando em reuniãoAvaliamos quais fatores e determinantes dificultam a eficácia dos processos, como por exemplo:  entendimento dos objetivos, excesso de fragmentação de atividades, conflito de autoridade, falta de controles, ou baixa responsabilização por resultados.

Redesenhamos os processos e identificamos seus requisitos de otimização que incluem: capacitação de pessoal, ajuste do fluxo de informações, implementação de controles, adequação e evolução de sistemas de TI, alinhamento de metas e objetivos, bem como o papel dos agentes responsáveis.

Executamos a implementação dos novos processos em conjunto com as áreas envolvidas, conduzindo a transição e a estabilização dos mesmos para estágios avançados de desempenho. Definimos as necessidades de revisão ou criação de novas funcionalidades de sistemas de informação, especificando requisitos e atuando como interface com as áreas de tecnologia de informação para um melhor entendimento dos requisitos de negócios e garantindo a correta implementação de sistemas.

Modelamos e desenvolvemos sistemas de informação e protótipos e coordenamos equipes de TI em tarefas complexas como definição das interfaces de novos sistemas com os legados existentes baseado em uma arquitetura de informações definida.

Tipos de Projetos na Otimização da Operação

 

  • Arquitetura de processos da organização — visão top-down dos principais processos, integração e desempenho esperado para o modelo de negócios
  • Redesenho de processos — visão bottom up dos processos críticos, otimização de desempenho e recursos utilizados, interfaces entre áreas e outros processos
  • Otimização de ativos — sincronização da cadeia de abastecimento, balanceamento das necessidades de recursos vs. perfil de demanda e nível de serviço
  • Balanceamento de canais de vendas e distribuição — maximização de cobertura, otimização de custo de atendimento e parcerias estratégicas
  • Revenue assurance, incluindo todas as etapas, desde a geração de receitas até o recebimento
  • Eficácia de vendas — balanceamento de carteiras, produtividade de vendas, processos de suporte, metas e incentivos
  • Alinhamento de controles para garantir a aderência à estratégia e assegurar os resultados
  • Avaliação e desenvolvimento da arquitetura e gestão de informações
  • Desenvolvimento de protótipos e especificações de funcionalidade de sistemas conjuntamente com coordenação de times de TI